Como posso inovar em TI?

A Tecnologia da informação ou TI consiste em um conjunto de ferramentas e recursos tecnológicos que permitem administrar ou armazenar variadas quantidades de informações. Muito mais que softwares e hardwares, TI também é uma área do conhecimento estratégico e de planejamento dentro da empresa e é tida hoje como fundamental para que as empresas consigam se manter competitivas no mercado. Por isso, inovar em TI é essencial e pode fazer a diferença.

Bom, mas como inovar nessa área? Para isso, vamos entender o que é inovação. Inovação é o processo de buscar e empregar ideias e recursos com objetivo de criar novos produtos, processos ou técnicas organizacionais. Antes de ser um processo criativo, inovar é um processo que requer um amplo conhecimento da área que se deseja modificar.

Se inovar é um processo, então existe um passo-a-passo de como fazer, certo?

Mais ou menos. O que existe são ferramentas que auxiliam na criação de ideias e, dessas, quais são viáveis ou implementáveis.

Em TI já é consagrado o uso do Funil de Inovação, uma ferramenta que consiste em 3 fases separadas por 2 filtros. Na primeira fase se levanta qual o problema a ser solucionado com a ideia que será gerada no funil e se inicia o processo de ideação em que são geradas a maior quantidade de ideais possíveis, sem filtro ou juízo de valor. Após essa primeira fase, é aplicado o primeiro filtro do funil, em que se verifica se os projetos fazem sentido ou não de acordo com a estratégia da empresa. A segunda fase é conhecida por ser a fase de viabilidade, onde se pensa nos consumidores, na área comercial e na parte de custos. No final dessa fase é elaborado um relatório, que consta todas essas informações referentes a cada uma das ideias que sobraram, para que possam passar pelo próximo filtro. Assim são separados as ideias mais estruturadas e que além de fazerem sentido para empresa, também contam com dados de implementação embasados e que sejam possíveis de serem aplicados.

Além do Funil de Inovação, outras ferramentas bastante utilizadas são: Design Thinking, que foca na inovação com o consumidor, Inovation Storming, que tem como base metodológica o radar da inovação capaz de apontar 12 tipos diferentes de inovação que uma empresa pode usar, Metodologia 5W2H, em que  “Ws” e os “Hs” são derivados das iniciais de palavras interrogativas em inglês (what, why, who, where, when, how e how much) e Diagnóstico da Inovação, ferramenta que analisa por meio de 20 perguntas a visão dos líderes e funcionários referentes à inovação.

Todas essas ferramentas podem ajudar no crescimento e evolução da sua empresa e produtos. Basta apenas você escolher qual delas se encaixa mais ao seu objetivo e começar a inovar!  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.